Blog da Nassal

É possível comprar imóvel sem entrada?

Postado em em 19/07/2018 às 10h07
comprar-imovel-sem-entrada.jpg

É possível comprar imóvel sem entrada?

 

Comprar um imóvel sem entrada é o sonho de muitos brasileiros e eu imagino que possa ser o seu também.

Afinal, ter em média 20% do valor do imóvel, mesmo que parcelado durante a obra, não é uma opção viável para muita gente.

As possibilidades mais comuns para adquirir um imóvel são o pagamento à vista, que é impossível para boa parte dos trabalhadores, e o pagamento parcelado por financiamento.

O financiamento costuma cobrir 80% do valor do imóvel, para empreendimentos novos, e 70% para imóveis usados. Geralmente o valor restante é divido em até 360 parcelas.

O que muita gente não sabe é que existe a possibilidade de algumas pessoas conseguirem reduzir o valor de entrada de um seu imóvel a tal ponto que este tenha um valor mínimo e é sobre isso que vamos falar ao longo do texto.

Ficou interessado? Então continue com a gente e descubra se é possível comprar um imóvel sem entrada.

Existem opções de financiamento sem entrada?

Não, pois todo financiamento imobiliário corresponde a um percentual do imóvel, que exige uma entrada do comprador, mesmo tendo acesso a subsídios.

Em qualquer financiamento de imóveis novos existem variáveis como o juro de obra (para empreendimentos na planta), INCC, entre outras taxas, que, no fim das contas, impossibilitam a efetivação da compra do imóvel com entrada zero.

Porém, nossa equipe reuniu algumas dicas que provam que é possível reduzir o valor da entrada ao menor preço possível, conforme veremos adiante com as regras do Minha Casa, Minha Vida.

Financiamento pelo MCMV

Desde que foi lançado, em 2009, o programa Minha Casa, Minha Vida oferece ao brasileiro uma opção de financiamento de imóveis a preços populares.

Com ele, você que possui renda familiar mensal de até R$ 2.600,00 pode conseguir comprar sua casa mais cedo através das faixas 1 e 1,5 do Minha Casa, Minha Vida.

Gostou da ideia?

Então vamos entender melhor o programa e descobrir o que você precisa fazer para aproveitar essa facilidade.

O que é o MCMV

O Minha Casa, Minha Vida (MCMV) é um programa de financiamento especial de imóveis residenciais desenvolvido em 2009 pelo governo federal.

O MCMV é regulamentado por regras gerais e outras mais específicas, que variam conforme a faixa de renda do trabalhador.

Para dar conta das regras mais específicas foram criadas as categorias de financiamento do programa, conhecidas como faixas: 1; 1,5; 2 e 3.

Para saber tudo sobre o programa, acesse nosso infográfico gratuito.

As regras mais específicas do MCMV variam de acordo com a faixa de renda do trabalhador e alteram os valores correspondentes aos subsídios concedidos pelo governo, aos juros e a quantidade de parcelas para a quitação do imóvel.

Os trabalhadores que se encaixam nas faixas 1 e 1,5 do programa podem conseguir adquirir um imóvel sem entrada, graças às condições especiais concedidas a essas faixas.

Faixa 1

Na faixa 1 do programa, se encaixam as famílias com renda mensal de até R$ 1,8 mil.

E o governo federal financia até 100% valor do imóvel, ou seja, sem entrada, caso o comprador tenha compatibilidade com as exigências do programa.

Além disso, o parcelamento pode ser feito em até 120 meses, em prestações mensais que variam entre R$ 80,00 a R$ 270,00, de acordo com a renda bruta familiar.

Vale ressaltar também que o Benefício de Prestação Continuada – BPC e o Bolsa Família não entram na conta da renda familiar.

Famílias que desejam concorrer na faixa 1 do Minha Casa, Minha Vida devem se inscrever na prefeitura da sua cidade ou numa entidade organizadora para iniciar o processo de seleção.

O que a Faixa 1,5 tem a ver com o seu FGTS?

Na faixa 1,5, se enquadram as famílias com renda mensal de até R$ 2.600,00.

Essas famílias contam com até R$ 47,5 mil em subsídios do governo federal, que financia até 80% do valor do imóvel, que pode ser parcelado em 360 meses, com juros de 5% ao ano.

Agora você pode estar se perguntando, mas se o financiamento não é completo, o que eu posso fazer com os 20% do valor do imóvel restantes?

Pois bem, lembra dos subsídios? Então, escolhendo um imóvel no valor correto, você conseguirá comprar um imóvel sem entrada mesmo na faixa 1,5.

Para te ajudar a entender melhor o processo, acompanhe o exemplo a seguir:

Um imóvel custa R$ 120.000,00. Com o financiamento de 80% (R$ 96.000,00) pela Caixa Econômica, restam R$ 24.000,00 (20% do valor total do imóvel), exatamente o valor limite de subsídio concedido pela Caixa.

Então, se encaixando em todas as exigências do programa, você pode solicitar esse subsídio e ter a entrada do imóvel paga com o valor do subsídio concedido no programa.

Incrível, não é mesmo?

E se você pensar em um imóvel mais em conta, as possibilidades se ampliam ainda mais.

Se essa for a sua realidade financeira e você tiver curiosidade para entender com detalhes como adquirir um imóvel pelo Minha Casa, Minha Vida, acesse, em nosso blog, o artigo: Como comprar um imóvel MCMV com renda familiar de 2 salários mínimos em Aracaju?

Nele você pode encontrar todos os detalhes sobre essa faixa, além de uma novidade da nossa empresa para você. Não deixe de conferir!

Como conseguir subsídios do MCMV?

Enquanto falávamos sobre as duas possibilidades acima, falamos também sobre “se encaixar nas exigências do programa”. Mas afinal, que exigências são essas?

Como você já notou, a renda familiar mensal, dentro dos limites estabelecidos, é uma exigência importante.

O programa financia habitações - para qualquer trabalhador brasileiro, maior de idade e com 36 meses ou mais de carteira de trabalho assinada - de até R$ 9 mil.

Outra condição do programa é que as parcelas do financiamento não podem ultrapassar um valor correspondente a 30% da renda média familiar mensal e o imóvel financiado não pode custar além do teto de valor estabelecido conforme a região do país.

O comprador também não pode ter imóvel em seu nome e ter sido beneficiado por outros programas habitacionais.

Se adequando a essas regras, qualquer cidadão brasileiro pode tentar um financiamento de imóveis pelo Minha casa, Minha vida.

E se você está comprando o primeiro imóvel e precisa de mais dicas, consulte gratuitamente o nosso eBook: Tudo o que você precisa saber para comprar o seu primeiro imóvel.


 

Com ele você poderá responder aos principais questionamentos que vão surgindo na hora de procurar por uma casa ou apartamento. Aproveite esse material!

E quando finalmente for escolher o seu novo endereço, conheça os empreendimentos da Nassal Construtora.

Conheça a Nassal Construtora

A carreira consolidada da Nassal é representada pelos seus empreendimentos e pelas ações que são desenvolvidas junto aos clientes e colaboradores.

A maior construtora de Sergipe e uma das 40 maiores do país, eleita em 2017 no Ranking ITC, possui práticas de gestão modernas, sendo uma referência no mercado regional pela qualidade dos empreendimentos e segurança nas entregas.

Empresa 100% sergipana, a Nassal, em 2018, completa 35 anos de atuação, contribuindo para o desenvolvimento de Aracaju, Socorro, São Cristóvão, Barra dos Coqueiros e, mais recentemente, do município de Lagarto.

Conheça os nossos empreendimentos!

Política de Privacidade 2018 Copyright - Todos os direitos reservados.